MEDITERRÂNEO

| Melissa Rodrigues & Miguel F

Cheira a mofo, a podre, a sangue. A um passado que não passou. É presente, é agora, há cada
vez mais cadáveres à deriva no mediterrâneo. Em 1934 realiza-se a Primeira Exposição Colonial Portuguesa nos Jardins do Palácio de Cristal na cidade do Porto. Repete-se o feito em Lisboa, em toda a área ribeirinha de Belém, no ano de 1940, com a Exposição do Mundo Português. Nas duas ocasiões, Mulheres e Homens, Negras e Negros, provenientes das mais variadas regiões das então colónias portuguesas, são ‘trazidos’ para a metrópole e exibidos, nas denominadas aldeias indígenas…Jardins Zoológicos Humanos no centro das cidades de Porto e Lisboa, reunindo-se tudo quanto possa afirmar a extensão, importância e efeitos da Acção Colonizadora Portuguesa. Em 2019 fomos recolher imagens ao World of Discoveries – Museu Interativo e Parque Temático,a funcionar na cidade do Porto. As semelhanças entre as três exposições são óbvias, o branqueamento da História e glorificação do colonialismo português é aterrorizante. A contínua desumanização e desrespeito de povos saqueados, violentados, escravizados e oprimidos durante séculos transformado em entretenimento para turistas.

MEDITERRÂNEO é um ensaio visual a partir do diálogo e ressignificação de imagens das três exposições.

Sinopse

  • Lorem ipsum

Ficha Técnica

  • Vídeo
  • Som
  • 3’23 (loop)
  • Porto, 2019